As Cores do Passado

Qual é a cor das suas melhores lembranças?

Eu gosto de pensar nas cores e como elas marcam algumas fases da minha vida. É como se cada fase tivesse seu próprio filtro. Minha adolescência teve várias cores. Acho um pouco estranho falar sobre isso, até meio “fora da casinha”, e não espero que alguém compartilhe desse meu ponto de vista. Momentos em tons de verde e cinza escuro, branco com detalhes pretos, dias cinzentos e dias escuros. Minhas lembranças tem cores e emoções.

Estava pensando alguns bons momentos da minha vida, daqueles que deixam saudade e fazem a gente se perguntar porque as coisas não são mais daquele jeito. Eu mergulhei nas memórias do início de um relacionamento, quando tudo era novo e intenso, quando os desafios motivavam e querer estar junto era tudo o que importava. Uma época em que fugíamos para dar voltas na cidade, sem destino. Dávamos longos passeios e então voltávamos pra casa. Lembro das cores e das memórias em que viajei para lugares distantes para passar o domingo. Os campos os rios. Passava longas tardes explorando e aproveitando cada momento até que o sol começava a se por e nos lembrava de que tínhamos que voltar pra casa.

Entre idas e voltas, eu ficava admirando os  morros, montanhas, campos verdes e trilhos de trem que faziam parte do caminho. Tirava muitas fotos, aproveitava alguns momentos e depois continuávamos o nosso caminho. Lembro da cor da terra, do sol e das plantas.

Todas essas lembranças dessa época têm um tom marrom e avermelhado, como um filtro vintage. Elas deixam saudade e um gosto de nostalgia na boca. Gosto de tudo que já foi e que não sobrou.

Mas as cores… elas sempre estão lá. Me fazendo pensar sobre qual é a cor das minhas melhores lembranças. Como uma direção de fotografia impecável em um curta metragem da minha vida.

Uma vez me disseram que lembranças desbotavam com o tempo. Mas parece que elas tem ficado cada vez mais coloridas. Embora, confesso , que também tenho algumas que já se tornaram um borrão do passado.

Não sei existe um porquê, uma razão ou motivo pra tudo. Caso exista.. eu desconheço. Mas enquanto isso eu continuo pintando a vida das cores mais marcantes que eu consigo.

Blogueiro, criador do Cronistas de Quarto, amante de chuva, música, cinema e passar horas no quarto rabiscando aventuras.

Se você gostou desse texto, deixe aqui seu comentário. :)

comentários