Uma opinião sobre fases da vida

Estou escrevendo esse texto um dia após fazer a entrega do famoso trabalho de conclusão de curso (TCC). Um trabalhinho infernal que extingue sua vontade de viver e sua vida social.

Entregar o TCC, e apresentá-lo, não diria que é um momento especial, por mais que para muita gente seja, mas é a conclusão de uma fase da vida. E durante esses dias, vi muita gente falando sobre fim, conclusão, ciclo e dando vários outros nomes para esse momento. Então pensei comigo: “É mais um momento chegando ao fim onde um novo começa”.

E porque isso ficou martelando na minha cabeça? Porque mais u ma vez me dei conta de que não existe fim e nem começo. Tudo é um grande ciclo contínuo de renovação e constância onde nada acaba.

Então, depois que cheguei em casa e comecei a pensar sobre como na verdade as coisas nunca terminam. Algo sempre continua depois que alguma coisa acaba. Seja na vida, no fim da vida, no fim de uma fase, ou qualquer outra coisas que você conseguir imaginar. Estamos em um processo contínuo onde não existe fim.

Terminar a faculdade é apenas o começo, onde desafios maiores virão. Tudo pode mudar ou continuar como era antes. De uma ceta forma, se você olhar para toda a sua vida e analisar todos o finais que ela teve, vai perceber que foram sucedidos de novos começos. As fases podem passar, mas quem realmente somos vai se transformando ao longo de cada fim até chegarmos em um estado de autoconhecimento suficiente para nos darmos conta de como a vida realmente é, qual nosso objetivo e o que fizemos até este momento.

Desde de então passei a viver em fases, e depois que uma fase chega perto de acabar eu já percebo que apenas chegou a hora de transformar.

 

 

Blogueiro, criador do Cronistas de Quarto, amante de chuva, música, cinema e passar horas no quarto rabiscando aventuras.

Se você gostou desse texto, deixe aqui seu comentário. :)

comentários