Três passos para quem não sabe fazer amigos

Eu sempre fui o senhor antissocial por muito tempo. Ainda sou na verdade, mas bem menos do que no passado.

Isso porque eu nunca fui muito bom em fazer novos amigos. Isso acontecia porque eu simplesmente não sabia como acontecia todo esse processo, e sem saber acabava fazendo coisa errada, ou simplesmente não fazia nada. Então, eu naturalmente desenvolvi uma indiferença em conhecer pessoas. E isso ao longo do tempo foi criando uma imagem diferente daquela que eu realmente era. Fui taxado de metido, chato ou antipático.

Nem sou.

Fazer amigos não se trata de uma obrigação. Mas todos nós temos algumas pessoas sobre as quais gostaríamos de conhecer melhor, conversar e etc. Além disso, estamos conhecendo gente nova o tempo todo, e se você quer transmitir a imagem de ser uma pessoa legal, é importante ter em mente alguns pontos pra isso.

Pra isso, eu reuni 3 passos que eu criei para colocar em prática se você quiser fazer novos amigos (ou simplesmente para conhecer pessoas). O primeiro é:

No passado eu tinha um defeito que era não gostar de alguém sem razão nenhuma, antes de conhece-la direito, sem nem ter trocado uma única palavra. Depois de um tempo, percebi que isso é um comportamento bem imaturo para se ter ao conhecer alguém. Conversando com amigos e colegas, notei que isso também era algo bem comum em outras pessoas. Então, se você realmente quer mudar a forma como faz amigos, precisa começar mudando qualquer coisa em você que empeça isso.

Você também não precisa ser a Miss Simpatia em pessoa, basta ser educado e mostrar simpatia com autenticidade. Sabe qual é a maior necessidade do ser humano? Ser ouvido. E isso você pode perguntar para qualquer psicólogo. Por isso, ao conhecer alguém, faça perguntas, realmente se interesse e entre no assunto. Não seja superficial, porque é fácil notar que você só está sendo apenas educado. Entenda o que a pessoa quer falar e faça perguntas inteligentes.

Todo mundo é bom em alguma coisa, então use seus talentos para ajudar as pessoas. Você sabe que é nos momentos mais difíceis que encontramos os verdadeiros amigos, não é? E isso é um ótimo jeito de mostrar que você pode ser uma pessoa muito especial, e que ter a sua amizade pode ser algo para somar (cuidado com o interesseiros também, viu?). Evite estar… disposto de mais também. Vou explicar melhor na próxima dica.

Ninguém gosta daquelas pessoas que ficam pentelhando o tempo todo, se intrometendo nas coisas sem ser convidadas ou que ficam falando o tempo todo de si. Normalmente, pessoas assim são ignoradas ou evitadas, com o mínimo de educação ou não. Se andam tratando você assim, é bom ter certeza se você não anda sendo o tipo de pessoa que eu citei na primeira linha desse parágrafo.

Respeitar o espaço dos outros é fundamental para se ter uma boa relação. Isso vale para praticamente tudo. Se você for uma pessoa legal, tenha certeza de que será convidado em breve, fique tranquilo.

Evite ficar falando de você o tempo todo. Em uma conversa, sempre dê preferência para as outras pessoas. Lembra da necessidade humana básica? Quando te fizerem uma pergunta, seja o mais breve sobre você, evite ficar se aprofundando no que quer dizer. Você se conhece. Se for uma pergunta complexa, responda sua opinião de forma objetiva. Quanto menos você falar de você, mais a pessoas vão se interessar.

Vale lembrar que essas são as minhas regras para conhecer pessoas. Elas surgiram naturalmente. São parte da minha personalidade e por isso você pode ter seu próprio jeito. O melhor a fazer é se conhecer bem para se aprimorar.

Blogueiro, criador do Cronistas de Quarto, amante de chuva, música, cinema e passar horas no quarto rabiscando aventuras.

Se você gostou desse texto, deixe aqui seu comentário. :)

comentários