Eu te amei no escuro.

Photo by Cherry Laithang on Unsplash

Eu te amei no escuro, quando velhos medos me assombravam e eu decidi sair de casa para encontrar um estranho. No meio da chuva e do frio que faziam do lado de fora, nada era pior do que o clima que fazia aqui dentro.
O mundo se aqueceu se eu entendi que tudo poderia ser diferente mais uma vez.
Novos momentos nascem, novos começos brotam de velhos espaços desocupados.


É difícil saber quando o amor começa ou termina, é difícil entender o que se sente em meio a tantas feridas e dores abertas. Não é fácil discernir o que é real do que é uma dor do passado.
São duas taças. Uma com veneno e outra com vinho.
Eu sempre escolhi as pessoas erradas.
Ou talvez já não existam pessoas certas para serem escolhidas. Talvez eu esteja tão cansado de procurar, solitário no topo do meu castelo.

 

Por que alguém que enfrentou tantas lutas e coleciona tantas cicatrizes em um coração machucado, mas que bate forte, se abriria para algo que causa tanta dor?
Eu sempre disse a mim mesmo que aceitar que alguém entre é como deixar que plantem uma bomba dentro do seu peito.
Mas eu… bom, eu já perdi as contas de quantas vezes tudo explodiu em minhas mãos. A mesmas mãos que alimentaram o amor que feriu elas.

Photo by maxime caron on Unsplash

É do pó ao pó que voltamos e renascemos.
Talvez eu estivesse em busca de algo que fizesse meus dias valerem a pena. Talvez eu estivesse buscando pelo sopro de vida que você me deu. Eu estava inerte, fechado e em silêncio. Às vezes, cometo essa loucura de dizer sim e ir atrás daquilo para o qual eu me fechei.
Eu te amei no escuro.
No escuro dos meus velhos sentimentos.
No escuro da minha vida e do que eu sabia que poderia acontecer.
No escuro você surgiu no meu caminho.
Eu te amei no escuro porque não sabia onde estava pisando.
Talvez em uma chance de ser feliz.
Talvez em algum outro pedaço do meu coração

Blogueiro, criador do Cronistas de Quarto, amante de chuva, música, cinema e passar horas no quarto rabiscando aventuras.

Se você gostou desse texto, deixe aqui seu comentário. :)

comentários