Transformei sentimentos em playlists mensais.

Eu gosto de sentir a forma como os meses e os dias se apresentam para mim.

É como se os dias e os meses possuíssem um sentimento que eu consigo sentir em cada fase que passa. Embora alguns meses não sejam bons, outros valem a pena serem revividos. Por isso, eu decidi montar playlists mensais movidas ao sentimento que estava presente em mim quando o mês começou. Aos poucos comecei a reunir músicas que lembravam alguns momentos e assim eu fui criando as primeiras playlists.

 

A primeira delas começa em dezembro de 2017 e em janeiro de 2018 eu fiz a mesma coisa, colecionando músicas que eu ouvi ao longo do mês e que embalaram meus dias no trabalho, em casa ou com os amigos.

Dezembro foi um mês bastante agitado, mergulhei em vários eventos e compromissos, saí para muitas festas, tive momentos de diversão e de extravasar por aí. Me deixei levar por ritmos que eu me privava há muito tempo. Como foi minha fase mais “baladeira”, tem muita música que agitou as pistas durante esse mês, que marcou um período em que eu me permiti sair e me sentir jovem novamente depois de um ano longo de muito trabalho duro.

Janeiro começou com um gosto especial. Companhias agradáveis, momentos calmos  e preguiçosos.
O ano começou com cheiro de esperança, e por isso a playlist que mais escutei tem muitas músicas falando de amor, sentimento, esperança e alegria. Essas coisas que fazem parte do sentimento de entrar em um novo ano. Esperamos que as cosias sejam melhores, e por isso essa playlist me inspirou muita confiança durante os dias de janeiro.

Espero que gostem.

Logo logo chega a playlist de fevereiro que vou publicar no fim do mês.
Não esquece de comentar o que achou e quais foram as músicas que mais fizeram parte do seu fim e começo de ano.

Se quiser saber mais sobre o que estou ouvindo e um pouco mais da minha rotina, me segue lá no Instagram: @lairgonclvs

Blogueiro, criador do Cronistas de Quarto, amante de chuva, música, cinema e passar horas no quarto rabiscando aventuras.

Se você gostou desse texto, deixe aqui seu comentário. :)

comentários